O primeiro JavaOne no Brasil

15dez10

fonte da imagem: http://sp8.fotolog.com

Ocorreu em São Paulo (de 7 à 9/12/2010) a primeira edição do JavaOne aqui no Brasil. Foi também o primeiro JavaOne promovido pela Oracle desde a aquisição da Sun no primeiro semestre de 2009. Foi o primeiro JavaOne que participei e o primeiro que palestrei sobre um assunto que foi abordado pela primeira vez neste evento. O objetivo deste post é compartilhar o meu ponto de vista sobre o JavaOne Brasil 2010. Confira!

O primeiro dia

No primeiro dia (7/12/2010) assisti ao keynote técnico com nomes de peso, tais como: Greg Bollella, Dany Coward, Jerome Dochez e Arun Grupta. Nesta apresentação foram tratados diversos temas sobre Java: modificações na linguagem, planejamento das novas versões, integração com linguagens dinâmicas, gerenciamento de dependências, OpenJDK e novidades nas futuras versões das especificações JSF e JPA. Foi uma salada de informação, então vamos por partes…

No que se refere às melhorias relacionadas à linguagem, foi destacada a necessidade de revolução nas versões 7, 8 e 9 do Java, e não apenas uma evolução como ocorreu na versão 6. O lançamento do JDK 7 está previsto para meado de 2011 e o JDK 8 para 2012. Nenhuma previsão ainda para o JDK 9. À respeito das melhorias na linguagem, destaca-se o recurso de definição de propriedades para evitar a criação desnecessária de métodos “get” e “set”. Demorou! Citou-se também um armengue que fizeram no tratamento de exceções para diminuir a necessidade de utilizar o bloco “finnaly”. Isso achei ridículo! Coisa de C#?

Foi apresentado o projeto Da Vinci, baseado na JSR-292, que visa a compatibilidade nativa da JVM com linguagens dinâmicas. Achei estranho, pois a última atividade da JSR-292 registrada publicamente ocorreu em maio de 2008 com a liberação do primeiro rascunho da especificação. A espeficicação está atualmente inativa! Ainda sobre máquina virtual, outro assunto abordado foi o projeto Lambda baseado na JSR-335 que explora a computação paralela para aumento de performance das aplicações Java.

O recurso nativo de gerenciamento de pedendências também foi citado no keynote. Seria algo como o Maven ou o Ivy, só que nativamente no Java. O funcionamento é muito parecido e não vale a pena entrar em detalhes aqui. Imagine extinguir o problemático classpath? Sem sombra de dúvidas é um recurso muito interessante que precisa ser padronizado por uma JSR. Ficou curioso e quer saber mais? Acesse a JSR-294 ou pesquise pelo projeto Jigsaw!

Sobre as novidades das especificações JSF e JPA, ficou um gostinho de quero-mais. Basicamente as novidades são as seguintes: o JSF 2.2 trará suporte nativo ao HTML 5 e o JPA 2.1 incorporará melhorias da funcionalidade Query.

Tocou-se no assunto OpenJDK, porém de forma muito rápida. Simplesmente falou-se que o projeto está em constante evolução e conta com a ajuda de gigantes como IBM, RedHat e Apple. Achei que este assunto merecia um pouco mais de atenção, assim como todos os outros abordados no keynote.

Ainda no primeiro dia, a Oracle convidou os líderes dos grupos de usuários Java (JUG Leaders) para discutir sobre a organização das comunidades. Quem conduziu a sessão foi Bruno Souza, também conhecido como JavaMan, que transmitiu a reunião via streaming de vídeo no site do SOUJava. Além de líderes, integrantes e curiosos de grupos brasileiros, o líder do JUG do Vale do Silício também participou da reunião.

O Segundo dia

Quarta-feira 8/12/2010, feriado em Salvador… mas em São Paulo não! E o JavaOne não parou. As salas estavam lotadas. Eram 5 salas com palestras simultâneas tratando diversos assuntos, alguns repetidos, outros únicos. Confira a programação completa no site do evento.

Dentre as palestras que assisti neste dia, destaco duas. A primeira foi gringa e tratou sobre a Explicação do Modelo de Programação Java EE 6: como criar aplicativos melhores. Foram apresentadas as novidades da JEE 6, nada muito além do que já publiquei aqui no blog. O autor concluiu que a plataforma ficou bem melhor. E de fato está! A segunda também foi gringa e falou sobre as Novidades da Tecnologia Enterprise JavaBean. Foco na simplicidade para declarar, utilizar e empacotar os novos EJB 3.1. O autor enfatizou a funcionalidade de agendamento de tarefas.

Ao final do dia rolou um bate-papo bem interessante e de alto nível sobre Web Frameworks organizado por Vinicius Senger. Sendo solidários aos participantes gringos, a conversa foi toda em inglês mesmo. A conclusão da conversa não foi nada que todos já não soubessem, mas os caminhos até chegar ao final previsível foi muito proveitoso. Conclusão: existem diversos frameworks, cada um com suas vantagens e desvantagens, então escolha conscientemente o que melhor lhe convier.

Neste dia me dediquei para preparar a minha apresentação, que estava programada para ocorrer no dia seguinte. E ocorreu!

O Terceiro dia

Meu crachá no JavaOne

Basicamente me dediquei à apresentação de minha palestra e de Robson Ximenes sobre o Demoiselle 2.0: produtividade com Java EE6 no framework Open Source brasileiro. Para quem quer saber mais sobre o projeto, leia o post que já escrevi aqui no blog à respeito. Ao invés de descrever como foi, gravamos tudo e publicamos no YouTube. Os slides estão disponíveis aqui.

Neste mesmo dia aconteceu uma reunião improvisada do JavaBahiaOtávio Santana postou mais informações sobre o JavaOne no site do grupo. Acesse e confira!

Encontro JavaBahia no JavaOne 2010

Minha impressão

Quando cheguei ao local do evento percebi várias pessoas de paletó e gravata, algo bem diferente do que se vê nas fotos do JavaOne de San Francisco. O choque de cultura com a Oracle ficou muito evidente. Outra coisa que estranhei: o JavaOne parecia um anexo do evento Oracle Develop. Teria o JavaOne pongado no outro evento da Oracle? Até o espaço foi separado. No salão principal, as palestras do Oracle Develop, em um espaço mais afastado, o JavaOne. Mesmo assim a comunidade Java compareceu em peso, fazendo fila para as palestras e lotando as salas. Acredito que a Oracle internacional tenha percebido a força da comunidade brasileira.

Agora chega! Este post já está muito extenso. Se você participou do evento, compartilhe aqui nos comentários as suas experiências. Caso não tenha participado, coloque suas dúvidas!

Anúncios


4 Responses to “O primeiro JavaOne no Brasil”


  1. 1 Tweets that mention O primeiro JavaOne no Brasil « Cleverson Sacramento -- Topsy.com
  2. 2 JavaOne Brasil 2010: Eu Fui! | Loiane Groner
  3. 3 JavaOne na revista Espírito Livre « Cleverson Sacramento
  4. 4 Introspectiva 2010 « Cleverson Sacramento

E aí, o que você achou? Comenta aí...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s